Manutenção deste Site

Você pode contribuir? Faça sua doação na conta: Agência Banco

do Brasil 3194-1 Conta: 15.129-7

Borocracia Municipal que emperra os projetos

A gestão do prefeito Audifax (REDE) investiu pesado na elaboração de Um Plano de Desenvolvimento onde reconheceu, que a Serra está com a economia despencando. Elegendo a "Crise Internacional" como a principal culpada por esse desempenho mediocre do segmento industrial. Em nehum momento reconeceu a culpa da burocracia municipal, que emperra os projetos por anos num emaranhado de empecílios. Enquanto notamos queda na expectativa de arrecadação encontramos o paradoxo da vilã PMS, que obriga os empreendedores a fugirem para outras cidades como: Fundão, Cariacica, ou Viana, a procura de uma prefeitura mais parceira, que não vê na fizcalização um método macabro de arrecadação. 

Acreditem, existem cidades que ninguém precisa subornar ficais para conseguir inplantar um projeto gerador de empregos, impostos e renda. Em Viana o empreendedor é recebido com atenção, respeito, orientação e alguns incentivos irresistíveis. 

gallery/cvc

PROPOSTA DA GESTÃO PASSADA QUE AINDA NÃO SAIU DO PAPEL

 

“Articular em conjunto com os poderes intermunicipais, estaduais e federais acompanhando a elaboração e a implantação de projetos de infraestrutura ligados diretamente às atividades empresariais que contribuam de maneira significativa para o crescimento econômico, especialmente quanto ao porto de cargas gerais, pólos empresariais, aeroporto de cargas, contorno do Mestre Alvaro, entre outros”.

A gestão do prefeito Audifax poderia mudar o foco visando o Desenvolvimento Municipal com incentivo pela atração de novos empreendedores. 

gallery/desenvolve
gallery/especialização da serra

A Serra tem forte potencial, uma boa logística intermodal, um ótimo parque industrial, próximo aos grandes mercados, a única coisa que falta é visão política do gestor, que se acomodou no seu Jardim de Epicuro e só ouve os "amigos" que elogiam a gestão sem ver os problemas la fora.

gallery/polos empresariais

Os polos empresariais, que estão distribuídos no município da Serra, não estão interligados por rodovias. A população está crescendo desordenadamente nas últimas décadas e fica cada vez mais difícil a interconexão rodoviária entre os polos, dificultando a integração comercial entre as empresas nessa logística reversa, que a falta de visão política impõe.

 

Quando o prefeito Audifax fez a interligação da AcelorMittal com a BR 101, no primeiro mandato, o desenvolvimento serrano deu um grande salto, que só não foi maior devido à derrota eleitoral. O projeto parou no tempo e não aconteceu ainda a interligação com o CIVIT II. No mandato passado, Audifax pegou a prefeitura carregada de dívidas e outra vez não deu continuidade ao projeto. Ele disse que está esperando parceirias públicas e privadas para concluir a segunda parte do projeto, que é a interligação com o CIVIT II. Na terceira e última fase vai interligar a Avenida Industrial ao CIVIT I e BR 101.

 

gallery/contorno do mestre alvaro

CONTORNO DO MESTRE ÁLVARO

Um outro tema que apareceu no Plano, mas que não tem uma ação efetiva da Gestão Audifax. Recentemente houve um pouco de articulação com a Senadora Rose de Freitas (PMDB) nesse sentido. Por ironia do destino quem mexe nesta questão às vezes é o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT), mas também fica só nas belas palavras e não passa disso.